Como é feliz o Povo Cujo Deus é o Senhor

Como é feliz o povo cujo Deus é o Senhor! Que a nossa nação se volte para Deus

Nas escrituras vemos como o povo de Israel durante a sua história foi liderado por governantes tanto bons quanto maus. Infelizmente porém mais foram os maus do que os bons. Vamos ler sobre a história de um rei que a princípio fez o que era reprovável diante de Deus, contudo as coisas mudaram quando o mesmo se arrependeu. Manassés foi um dos que mais tempo reinou, pois o período foi de 55 anos.

O Reinado de Manassés

Manassés tinha doze anos de idade quando começou a reinar, e reinou cinqüenta e cinco anos em Jerusalém.
Ele fez o que o Senhor reprova, imitando as práticas detestáveis das nações que o Senhor havia expulsado de diante dos israelitas.
Reconstruiu os altares idólatras que seu pai Ezequias havia demolido; também ergueu altares para os baalins e fez postes sagrados. Inclinou-se diante de todos os exércitos celestes e lhes prestou culto.
2 Crônicas 33:1-3

Acima estão algumas das práticas abomináveis que o rei Manassés cometeu diante de Deus. Além disso ele fez muitas outras coisas que foi mal aos olhos do Senhor. Vejamos:

  • construiu altares para todos os exércitos celestes, no templo.
  • Chegou a queimar seus filhos em sacrifício.
  • praticou feitiçaria, adivinhação e magia.
  • Consultou médiuns e espíritas.
  • Queimou o próprio filho em sacrifício.
  • Desviou o povo de Judá e Jerusalém, fazendo que agissem pior que as outras nações que Deus havia destrúido.
  • Deus falou com Manassés, porém ele não deu ouvidos.

As Consequências da Desobediência

Veja agora as consequências da desobediência do rei.

Por isso o Senhor enviou contra eles os comandantes do exército do rei da Assíria, os quais prenderam Manassés, colocaram-lhe um gancho no nariz e algemas de bronze, e o levaram para a Babilônia.
2 Crônicas 33:11

Manassés passou maus bocados durante o cativeiro, pois muitos quando eram levados cativos eram humilhados. Então Manassés sentiu de tal forma o peso do que era ser cativo que orou ao Senhor com um coração arrependido.

E ele, angustiado, orou deveras ao Senhor seu Deus, e humilhou-se muito perante o Deus de seus pais;
E fez-lhe oração, e Deus se aplacou para com ele, e ouviu a sua súplica, e tornou a trazê-lo a Jerusalém, ao seu reino. Então conheceu Manassés que o Senhor era Deus.
2 Crônicas 33:12,13

Note que no texto acima diz que ele orou deveras e se humilhou, daí vemos quão intensa foi sua oração. A oração de Manassés partiu de com coração quebrantado e contrito. Contudo na bíblia não consta a oração dele, ou seja, quais foram suas palavras. Abaixo você encontra uma fonte onde se contra o oração do rei.

Como é feliz o Povo Cujo Deus é o Senhor – A Oração de Manassés

A oração a qual nos referimos é encontrada nas bíblias gregas e eslavas. Entretanto não faz parte da bíblia que temos hoje. Mais tarde foi colocada separada, em apêndice, na Vulgata latina.
Provavelmente a oração de é de origem judaica te também imita os salmos penitenciais. O autor é desconhecido e fez uso do grego para escrever a oração entre os séculos 2 ou 1 antes de Cristo.
O local onde foi escrita a oração de Manassés provavelmente foi no Egito. Entretanto existem traduções antigas em siríaco, armênio e árabe.
Poderíamos dizer que a introdução da oração esteja em nossa bíblia hoje que no caso está em 2 Cronicas 23: 11-14.

Oração

1 Ó Senhor onipotente, Deus de nossos pais, de Abraão, Isaac e Jacó, e de toda a sua
descendência de justos;
2 Tu que criaste os céus e a terra, com tudo o que neles existe;
3 que acorrentaste o mar com a tua palavra forte, que confinaste o abismo, selando-o com teu
Nome terrível e glorioso;
4 pelo qual se abalam todas as coisas, tremendo perante teu poder;
5 ninguém pode sustentar o esplendor da tua glória, e a tua ira contra os pecadores é
insuportável,
6 embora sem medidas e sem limites é a tua misericórdia prometida;
7 Tu és o Senhor das Alturas, de imensa compaixão, grande tolerância e gigantesca
misericórdia; demonstras piedade com o sofrimento humano! Ó Senhor, conforme tua imensa
bondade, prometeste penitência e perdão àqueles que pecaram contra Ti, e na clemência sem
conta apontaste a penitência aos pecadores para que pudessem ser salvos.

Oração – Confissão dos Pecados

8 Assim, Senhor, Deus dos justos, não apontaste penitência para os justos, para Abraão, Isaac e
Jacó, que não pecaram contra Ti, mas apontaste penitência para mim, que sou pecador.
9 Os pecados que cometi são superiores aos grãos de areia do mar; minhas transgressões são
múltiplas, ó Senhor: elas se multiplicaram! Não sou digno de levantar os olhos para os céus em
razão da multidão de minhas iniqüidades.
10 Estou sobrecarregado com pesadas correntes de ferro; fui rejeitado em razão dos meus
pecados, e não recebo consolo por ter provocado a tua ira e ter feito aquilo que é mau perante os
teus olhos, realizando coisas abomináveis e multiplicando as ofensas.

Oração – Pedido de Perdão

11 Agora eu dobro os joelhos do meu coração e imploro a tua amizade.
12 Eu pequei, Senhor! Eu pequei, e reconheço as minhas transgressões.
13a Ardentemente eu te imploro: perdoe-me, Senhor! Perdoe-me! Não destrua-me com as
minhas transgressões! Não te zangues comigo para sempre, nem guardes o mal para mim! Não
me condenes às profundezas da terra!

Oração – Agradecimento

13b Tu és, Senhor, o Deus daqueles que se arrependem,
14 e em mim manifestarás a tua bondade; pois, miserável como sou, tu me salvarás por tua
grande misericórdia,
15 e eu irei orar a Ti incessantemente por todos os dias da minha vida. Pois toda a milícia celeste
proclamam a tua honra e tua é a glória para sempre. Amém.

Como é feliz o Povo Cujo Deus é o Senhor – Manassés é Restituído e se Volta Para Deus

Quando ele orou, o Senhor o ouviu e atendeu o seu pedido; de forma que o trouxe de volta a Jerusalém e a seu reino. E assim Manassés reconheceu que o Senhor é Deus.
2 Crônicas 33:13

 

Manassés tirou do templo do Senhor os deuses estrangeiros e a imagem que lá havia colocado, bem como todos os altares idólatras que havia construído na colina do templo e em Jerusalém; e jogou-os fora da cidade.
Então restaurou o altar do Senhor e sobre ele ofereceu sacrifícios de comunhão e ofertas de gratidão, ordenando a Judá que servisse o Senhor, o Deus de Israel.
O povo, contudo, continuou a sacrificar nos altares idólatras, mas somente ao Senhor, ao seu Deus.
2 Crônicas 33:15-17

Assim Manassés termina o seu reinado de forma bem-aventurada, e o povo sente o impacto disso. A nação também se volta para Deus, e o Senhor os abençoa.

Que a nossa nação se volte completamente para Deus, todos, desde os governantes assim como todo o povo. Assim toda a nação sentirá como é feliz o povo Cujo Deus é o Senhor, o único que dever ser adorado.

Como é feliz o povo assim abençoado! Como é feliz o povo cujo Deus é o Senhor!
Salmos 144:15

Leia também: Quando o Justo Governa o Povo se Alegra

Compartilhe a artigo Como é feliz o Povo Cujo Deus é o Senhor com seus amigos! Que Deus te abençoe!

2 Comentários

  1. Pingback: Como Andar na Luz em Meio as Trevas? - Águas do Trono

  2. Pingback: O Desagrado de Deus Com os Sacerdotes - Águas do Trono

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *